XVII Assembleia Anual SEFRAS: Memória, Solidariedade e Esperança

Hoje (31), o SEFRAS deu início a XVII Assembleia Anual, em Tanguá – Rio de Janeiro. Com o tema: Memória, Solidariedade e Esperança, o evento conta com a participação de 52 trabalhadoras e trabalhadores com o foco no planejamento e formação. Conta também a participação especial dos frades Gustavo Medela (Vigário Provincial), Mário Tagliari (Definidor da Provincia) e Franklin Matheus de Costa (Estudante de Filosofia), respectivamente da Província Franciscana da Imaculada Conceição, mantenedora do SEFRAS.

O dia começou com uma Mística que fez referência a duas passagens bíblicas, o Êxodo e o Lava Pés. Frei Marx Rodrigues, um dos responsáveis pela elaboração da atividade, explica um pouco sobre a relação dessas passagens com o atual momento em que estamos inseridos, como sociedade e SEFRAS.

“ O Êxodo nos conta a história de um povo que buscava libertação para pôr fim ao seu sofrimento. A partir disso, nós trouxemos todos os sofrimentos que o nosso povo enfrenta nos dias atuais, desde a fala de um projeto de um governo que não liga para o sofrimento da sociedade, até as muitas outras violências que vivenciamos em nosso dia a dia. E o Lava pés como esse grande projeto em que estamos inseridos, que é levar acolhida, cuidado e defesa para aqueles que sofrem “

Em seguida, o Frei José Francisco, Diretor Presidente do SEFRAS, fez a abertura da Assembleia em tom de agradecimento a todas trabalhadoras e todos os trabalhadores que desafiados pela pandemia da Covid-19, encararam o desafio e seguiram firmes no propósito de Acolher, Cuidar e Defender.

“ Deixo aqui o meu sentimento de gratidão a todas e todos, que diante das adversidades se mantiveram firmes em nosso propósito humanitário de estarem ao lado daqueles que mais necessitam”

Munidos de muita mística e com ares celebrativos, os trabalhadores se reuniram para avaliar o sexênio e construir, assim, pontes para a continuidade de um projeto cada vez mais humano, solidário e fraterno, sempre norteados pelo espírito franciscano.

Além disso, os trabalhadores participaram de um momento de formação sobre as Encíclicas Laudato si’ e Fratelli tutti. A formação foi ministrada pela antropóloga Moema Miranda, que também compõe o SINFRAJUPE e pelo Frei José Francisco. Após a formação iniciou-se uma roda de conversa onde trabalhadores puderam tirar dúvidas e discutir sobre o tema abordado.

Os trabalhos seguirão até sexta-feira, dia 03 de setembro.

 

Acompanhe por aqui todos os dias novas informações!

Em defesa do trigo

Em defesa da pureza do trigo, elemento essencial da cultura cristã! O Trigo, grão essencial do pão nosso de cada...

Faces da Pandemia da Fome

Faces da Pandemia da Fome

Vivemos a pior fase da pandemia da COVID-19, e com o aumento das restrições para conter a transmissão do vírus,...

Faça sua doação