SEFRAS Casa de Clara 25 anos!

Inaugurada em 1996 para contribuir com o processo de envelhecimento ativo e saudável de idosos com e sem autonomia, além de prevenir o isolamento, a Casa de Clara completa 25 anos neste mês. O aniversário foi celebrado na última sexta, dia 20, com a presença de alguns dos idosos assistidos e da equipe da Casa, trazendo uma mensagem de esperança e expectativa de melhora tanto nas lutas pelos direitos da pessoa idosa, como nas condições de vida dos presentes frente a pandemia.

As atividades da Casa de Clara, um serviço de convivência franciscano,  contemplam desde o fortalecimento de vínculos familiares e comunitários e inserção social, com exercícios físicos, aulas de pinturas, canto-coral e musicoterapia. Além disso, há incentivo à participação e articulações políticas por meio do acompanhamento de políticas públicas, representação dentro de órgãos institucionais voltados à defesa de seus direitos, como o Fórum da Pessoa Idosa, e, antes da pandemia, contavam também com a presença em manifestações.

A coordenadora da Casa, Yamin Alves, relatou que a mística franciscana, de solidariedade e cuidado, no dia a dia é um diferencial característico do serviço, que busca a emancipação e a garantia de acesso aos direitos dessa população. Estes se dão pela garantia de condições de saúde, por vias institucionais com a elaboração de leis que protejam as pessoas idosas, assim como o próprio processo de cuidado – com a garantia do direito à convivência social, um dos direitos mais violados durante o envelhecimento.

Durante a pandemia, entretanto, com a restrição das atividades presenciais da Casa por motivos sanitários, as atividades de assistência passaram a ocorrer remotamente. Com o intuito de diminuir o impacto que o isolamento social poderia causar na saúde física, mental e emocional, elas se deram com o envio semanal de kits com atividades, kits de festas e cestas básicas. Além da realização de vídeo aulas, reuniões com familiares, apesar das dificuldades dos idosos em acessar a internet. 

Foi nesse contexto que a Casa de Clara celebrou seu aniversário em meio às dificuldades. Apesar da presença de poucas pessoas, a comemoração foi repleta de música e memórias, com fotografias dos idosos, em momentos vividos dentro e fora da Casa, coladas pelas paredes. Ainda foi realizada uma mística para lembrar das boas vivências e dificuldades de todos os presentes – tanto dos idosos quanto dos funcionários dos SEFRAS, frente à pandemia.

Uma das idosas assistidas pelo serviço, Mônica, que o frequenta desde o começo de 2020 foi uma das pessoas presentes no dia. Após recordar memórias por meio das fotografias, afirmou sua vontade e expectativa das atividades voltarem ao normal para poder retornar diariamente às suas aulas de pintura e jogos de memória.

Assim, foi passada uma mensagem de esperança e expectativas de tempos melhores, tanto no que diz respeito à própria luta pelo envelhecimento digno e vivência dos idosos assistidos pela Casa de Clara, mas também pelos obstáculos impostos pela pandemia.

Em defesa do trigo

Em defesa da pureza do trigo, elemento essencial da cultura cristã! O Trigo, grão essencial do pão nosso de cada...

Faces da Pandemia da Fome

Faces da Pandemia da Fome

Vivemos a pior fase da pandemia da COVID-19, e com o aumento das restrições para conter a transmissão do vírus,...

Faça sua doação