Dia do Voluntário Social

Segundo a Organização das Nações Unidas, voluntários são “jovens, adultos ou idosos que, devido a seu interesse pessoal e ao seu espírito cívico, dedica parte do seu tempo, sem remuneração alguma, a diversas formas de atividades, organizadas ou não, de bem estar social, ou de outros campos”. Trata-se de uma ação de extrema importância para a sociedade uma vez que consiste em um vasto leque de ações sociais que contribuem para melhorar a vida de quem mais precisa – indo desde arrecadação de alimentos, organização de eventos e auxílio à instituições sociais.

O contexto brasileiro atual tem sido marcado por diversos retrocessos de políticas de proteção e de garantia de direitos das populações mais vulneráveis. Além de todas as dificuldades sanitárias referentes à pandemia de COVID-19, ainda foi registrado um aumento no número de despejos, do desemprego e de pessoas passando fome. Direitos básicos como moradia, trabalho, alimentação e segurança tornaram-se ainda mais um privilégio para grande parte da população brasileira. Por isso, cada dia mais a ação dessas pessoas são necessárias para que possamos mudar tal realidade e construir uma sociedade verdadeiramente justa e solidária.

E se engana quem acha que apenas o ajudado é beneficiado, quem ajuda também tem sua vida transformada. É o que afirma o advogado Tulio Barreto, um dos voluntários do serviço do Sefras, Chá do Padre, que distribui alimentação e ajuda sócio cultural à população de rua no Centro de São Paulo.

Quem ajuda

O senhor de 67 anos se formou em direito pela PUC-SP em 1977, e exerceu a advocacia por quase 4 décadas e, durante esse período, relatou ser uma pessoa muito exigente e preconceituosa. Apenas mudou quando, há 8 anos, iniciou seu trabalho voluntário no Chá do Padre.

Ao longo desses anos, exerceu um vasto leque de atividades dentro do serviço – desde o preparo e entrega do chá e dos lanches servidos para as pessoas assistidas, como elaboração de relatórios mensais a respeito das compras realizadas pelo serviço. Com a chegada do atendimento da Defensoria Pública da União – DPU dentro do serviço, devido à sua formação, se aproximou desse atendimento e hoje atua como ponte entre a DPU e o Chá do Padre, sendo responsável por seu gerenciamento.

“Ainda acho que fiz pouco como voluntário, pois recebi infinitamente mais”, afirma Tulio. “Ao longo de meus anos como voluntário perdi meus preconceitos, minha arrogância e intransigência. Aprendi a escutar, exercer a paciência e adquirir novos valores, mais corretos e dignos.”

Para ele, todo seu esforço foi retribuído com respeito, sinceridade, confiança e carinho, e afirma ser extremamente grato por todos que confiaram nele. “Em resumo, pude me tornar uma pessoa melhor do que era antes, e espero melhorar ainda mais”. Ainda brinca que “enquanto vocês me aguentarem, vou continuar aqui”.

Ser voluntário é uma experiência transformadora, não apenas externamente, ajudando a tornar a sociedade em um lugar mais justo e fraterno, mas também internamente, despertando a solidariedade e o senso de comunidade dentro de nós. É graças às pessoas que se propõe a serem voluntárias que o SEFRAS pode funcionar diariamente atendendo à população mais necessitada e construir uma sociedade de acordo com nossos valores e missões.

O SEFRAS

O Sefras é uma organização humanitária que luta todos os dias no combate à fome, a violações de direitos e inserção econômica e social de populações extremamente vulneráveis: pessoas em situação de rua, crianças pobres, imigrantes e refugiados, idosos sozinhos e pessoas acometidas pela hanseníase.

Guiados pelos valores franciscanos de Acolher, Cuidar e Defender, atua pelo Brasil atendendo mais de 4 mil pessoas todos os dias. São serviços diários que promovem apoio social e jurídico para população em situação de rua, acolhimento e inclusão social de imigrantes, contraturno escolar para crianças e adolescentes, convivência e proteção de idosos, além de ações de defesa dos direitos e melhoria de políticas públicas voltadas a esses grupos.

Para ajudar quem tem fome na cidade de São Paulo e do Rio de Janeiro, o Sefras atua distribuindo mais de 2 mil refeições diariamente, além de distribuir cestas básicas, itens de higiene e cobertores e roupas de frio.

Faça parte você também do nosso voluntariado, basta se cadastrar aqui. Você também pode ajudar doando itens , em São Paulo, no Chá do Padre, na Rua Riachuelo, 268 – Centro. Tel: (11) 3105-1623 e no Rio de Janeiro na Tenda Franciscana no Largo da Carioca, s/ n, Centro.

Você também pode doar qualquer quantia pelo nosso site ou pelo pix: sefras@sefras.org.br.

Em defesa do trigo

Em defesa da pureza do trigo, elemento essencial da cultura cristã! O Trigo, grão essencial do pão nosso de cada...

Faces da Pandemia da Fome

Faces da Pandemia da Fome

Vivemos a pior fase da pandemia da COVID-19, e com o aumento das restrições para conter a transmissão do vírus,...

Faça sua doação